A qualidade está nos detalhes

Artigos

SaaS, uma tendência consolidada

Crescimento do SaaS nos próximos anosNos últimos anos houve um aumento considerável da utilização do SaaS (Software as a Service). De acordo com estudos da Gartner, em 2008 tal modelo de negócios movimentou US$ 7,5 bilhões no mundo. Além disso, se estima para 2009 um crescimento de 21,9%. Até 2013, é esperado que o volume de negócios seja em torno de US$ 16 bilhões. Fica claro que o uso de tecnologia de software sob demanda influenciará consideravelmente o mercado de TI nos próximos anos.

Da mesma forma, o desenvolvimento de web applications (uma das principais formas de provimento de SaaS) aumentou consideravelmente após o inicio da chamada “Era Web 2.0”. Ano após ano, mais aplicativos passam a possuir uma versão on-line, como ocorrerá com o novo Microsoft Office 2010 (Office Web Apps) e como ocorreu com o Adobe Photoshop. Mesmo que hoje tais versões sejam compostas de recursos simples ou limitados, temos que levar em consideração que estamos no inicio da nova Era 2.0.

Para muitos usuários, utilizar programas através do browser ainda não é trivial, principalmente devido a questões de usabilidade e segurança dos aplicativos. Levará um tempo para que o usuário leigo se familiarize com essa mudança de paradigma, de programas de desktop para serviços on-line.

É importante que as empresas de desenvolvimento se atentem para estes fatos, pois com o crescimento, este mercado tende a se tornar mais competitivo. O usuário não mais estará preso a um software adquirido, mas poderá escolher, através da própria internet, entre as diversas opções para o software ou tipo de serviço que deseja utilizar.

O alinhamento com tal transição deve ser feito de forma cautelosa. A mudança de paradigma pode envolver custos elevados devido à adaptação ou até mesmo o uso de novas tecnologias. É preciso se preocupar com algumas novas questões, dentre elas:

“E a qualidade destes produtos de software?”

“Qual o risco de que, ao migrar as aplicações, os usuários sofrão com o aparecimento de bugs (ou falhas) na aplicação disponibilizada?”

“Como essa transição pode ser efetuada em tão pouco tempo, sem detrimento dos resultados esperados pelos usuários?”.

As respostas para tais questões com certeza giram em torno da execução de testes. Estudos confirmam que atualizações de software, principalmente quando feitas sem o esforço necessário para a realização de testes, corrigem parcialmente o software, isto é, novos bugs são inseridos ou até mesmo, alguns que já foram corrigidos passam a existir novamente. Portanto a execução de testes de qualidade não só assegura que esses bugs foram corrigidos, mas que a usabilidade e robustez convergem com o que é esperado pelo usuário.

É neste contexto que a Sofist aparece como parceira de empresas que se aventuram nesta nova realidade. Parceira na concretização de suas metas e atuação no mercado, permitindo que ofereçam software com a qualidade e facilidade de uso esperadas pelos usuários.

Esta parceria pode ser feita de três maneiras: outsourcing, consultoria e treinamento. Sob a forma de treinamento, a Sofist treina a equipe de testes e desenvolvimento já existente nestas empresas fazendo com que sejam capazes de realizar testes de qualidade e em tempo hábil. Sob a forma de consultoria, atua dando recomendações para a solução de problemas previamente analisados. Finalmente, sob a forma de outsourcing, possibilita que tais empresas foquem seus esforços em seu core business, sendo os testes realizados pela própria Sofist.

Em suma, a Sofist agrega valor ao produto final de tais empresas e conseqüentemente contribui para a transição segura entre o antigo e o novo paradigma. Não só, faz isso entregando serviços com a qualidade e agilidade esperadas pelo mercado.

Share Compartilhe esse artigo

Publicado em: 05/03/2010

Autor: Sofist - Intelligent Software Testing

O que fazemos?

Newsletters

Cadastre-se em nosso site para receber nossas novidades em seu e-mail.





©Copyright 2009-2017 - Todos os direitos reservados.